TUDO SOBRE A DEPRESSÃO INFANTIL [SINTOMAS, CAUSAS E TRATAMENTO]

PUBLICADO EM 26/02/2019

depressao infantil juvenil

Você está preocupado(a) que seu filho ou sua filha possa estar com depressão? É normal que a maioria das crianças se sintam mais tristes, solitárias ou deprimidas alguns dias. Porém é preciso entender que se a criança ou adoslescente se apresenta persistentemente triste, isolado e está condição está afetando seu relacionamento familiar e com amigos, pode ser que ele ou ela esteja sofrendo de depressão na infância ou adolescência. Trata-se de uma condição séria de saúde mental que precisa de avaliação e tratamento médico imediato, uma vez que pode afetar negativamente a capacidade de uma criança ou adolescente se conectar com amigos e familiares, aproveitar as atividades diárias normais, frequentar a escola e se concentrar enquanto estiver lá, além de curtir, é claro.

Antes de qualquer coisa é preciso procurar um médico especialista para um diagnóstico adequado e um plano de tratamento, mas o tratamento para depressão requer tempo, atenção, paciência e pode ter recaídas.  De forma geral, o transtorno depressivo em crianças e adolescentes é uma condição comum que afeta o desenvolvimento físico, emocional e social e as causas normalmente podem ter ligação com o histórico familiar de depressão, conflito com os pais, relacionamentos complicado com amigos na escola, epsódios ou acontecimentos dramáticos ou traumatizantes em suas vidas, etc.Normalmente, são utilizados os mesmos critérios para diagnosticar a depressão em crianças e adultos, com exceção de que em algumas crianças e adolescentes podem apresentar mais irritabilidade em vez de mau humor ou tristeza. Além disso a perda de peso é mais expressiva em adoslescentes depressivos com o intuito de atingir metas de peso adequadas. 

DEPRESSÃO INFANTIL E JUVENIL

COMO IDENTIFICAR DEPRESSÃO INFANTIL? [SINTOMAS DA DEPRESSÃO INFANTIL]

https://cursodebaba.com/images/depressao-infantil-sintomas.jpg

Os sintomas da depressão em crianças e adolescentes variam, sendo que muitas vezes não são devidamente diagnosticados e tratados, porque são passados apenas por mudanças emocionais, hormonais e psicológicas normais que ocorrem durante o crescimento e desenvolvimento. Os principais sintomas da depressão são: tristeza, isolamento, irritabilidade, sensação de desesperança e repentinas mudanças de humor. Atente-se aos sintomas abaixo na maior parte do tempo:

IRRITAÇÃO

TRISTEZA

FADIGA

RETRAÍDO (A)

ENTEDIADO (A)

PERDA DE PRAZER EM ATIVIDADES HABITUAIS

SONO DESRREGULADO (dorme muito ou dorme pouco)

GANHO DE PESO OU PERDA DE PESO (em pouco tempo)

DESESPERANÇA

FALTA OU DIFICULDADE EM SE CONCENTRAR

FALTA OU DIFICULDADE EM TOMAR DECISÕES

PENSAMENTOS DE MORTE OU SUICÍDIO

COMO SABER SE ESTOU COM DEPRESSÃO NA ADOLESCÊNCIA? [OU DEPRESSÃO NA PRÉ ADOLESCÊNCIA]

https://cursodebaba.com/images/depressao-infantil.jpg

A qualquer momento durante a adolescência um em cada cinco jovens pode estar lidando com problemas de saúde mental. A adolescência é uma fase onde ocorre muitas mudanças hormonais como a puberdade, além do enfrentamento de vários novos desafios acompanhados de uma série de pressões externas e internas.  São muitas turbulências e incertezas ao mesmo tempo e os pais que antes eram os melhores amigos, agora ficam de lado e, muitas vezes, é o início de muitos conflitos familiares. Tudo isso é normal e muito comum! Mas, ao contrário dos adultos, que têm a capacidade de procurar assistência por conta própria, os adolescentes contam com pais, professores ou outros profissionais de saúde para reconhecer seu sofrimento e obter a ajuda de que precisam.

A depressão na adolescência vai além do mau humor e da irritação, trata-se de um grave problema de saúde que afeta praticamente todos os aspectos da vida de um adolescente.

A boa notícia é que a depressão na adolescência é tratável e os pais podem e precisam ajudar seus filhos. Com orientação, paciência, conversas pacíficas, apoio e muito amor, os pais podem ser os melhores parceiros a ajudar o(a) adolescente a superar a depressão e colocar sua vida de volta nos trilhos.

Infelizmente, embora a depressão seja altamente tratável, a maioria dos adolescentes deprimidos nunca recebe ajuda, principalmente por ser acreditar que é apenas uma fase. Deve ser identificar as principais situações comuns em adolescente com depressão:

Problemas na escola: o adolescente não quer ir para a escola, queda nas notas, relacionamentos conflituosos com os amigos.  

Fuga: muitos adolescentes deprimidos fogem de casa, falam ou pensam em fugir. É um pedido claro de ajuda aos pais de forma ‘mascarada’.


Abuso de drogas e álcool: muitos adolescentes acabam conhecendo e fazendo uso de bebidas alcoólicas ou drogas na tentativa aliviar os sintomas e sensações ruins dentro de si, que na verdade é a depressão. Infelizmente, só piora o quadro! 

Baixa autoestima: a depressão pode desencadear ou intensificar sentimentos de baixa autoestima. 

Vício em internet: muitos adolescentes preferem ficar conectados à internet através de computadores, celulares, tablets, etc, para escapar de seus problemas. Isso acaba aumentando ainda mais seu isolamento do ‘mundo’ e piora o quadro depressivo.

Violência: é comum também adolescentes com depressão e que são vítimas de bullying se tornarem agressivos ou violentos. 

Transtornos alimentares: além disso, a depressão na adolescência muitas vezes está associada também a transtornos alimentares (anoxeria, principalmente) e autolesões. Mas afinal quais são os sinais da depressão em adolescentes?

TRISTEZA

IRRITABILIDADE OU RAIVA

REVOLTA

CHORO FREQUENTE E SEM MOTIVO

ISOLAMENTO DE AMIGOS E FAMILIARES

PERDA DE INTERESSE EM ATIVIDADES ROTINEIRAS

PERDA DE INTERESSE EM ATIVIDADES QUE ANTES ADORAVA

BAIXO DESEMPENHO ESCOLAR

MUDANÇAS NOS HÁBITOS ALIMENTARES

MUDANÇAS NO SONO (DORME MUITO OU POUCO)

INQUIETAÇÃO E AGITAÇÃO

TÉDIO

SENTIMENTOS DE CULPA

FALTA DE MOTIVAÇÃO

FALTA DE ENERGIA PARA TUDO

DIFICULDADE DE CONCENTRAÇÃO

DORES INEXPLICÁVEIS ??PENSAMENTOS DE MORTE OU SUICÍDIO 

DEPRESSÃO INFANTIL E JUVENIL - COMO AJUDAR [TRATAMENTO]

https://cursodebaba.com/images/depressao-adolescencia.jpg

A boa notícia é que os profissionais de saúde podem diagnosticar com precisão, tratar e gerenciar problemas de depressão infantil e juvenil com psicoterapia e medicação. O tratamento deve levar em consideração a gravidade da depressão, como a probabilidade de suicídio, o estágio de desenvolvimento e os fatores ambientais e sociais. Até o momento indica-se que uma combinação de psicoterapia e medicação é o método mais eficaz para tratar com sucesso a depressão infantil e juvenil.

A denominada terapia comportamental cognitiva e a terapia interpessoal são recomendadas para pacientes com depressão leve, enquanto os tratamentos com medicação são próprios para casos de depressão moderada e grave. É necessário uma orientação médica adequada para definir o diagnóstico correto e avaliação cuidadosa de como será feito o tratamento.

O médico responsável pode sugerir psicoterapia primeiro e considerar o medicamento antidepressivo como uma opção adicional se os sintomas forem graves ou se não houver melhora significativa apenas com a psicoterapia.

Veja também:

https://saude.abril.com.br/familia/exercicio-contra-a-depressao-infantil/

 

Compartilhar
Mais Notícias