DANÇAS JUNINAS | GUIA COMPLETO

PUBLICADO EM 10/05/2019

O mês de junho se aproxima e com ele as alegres festas juninas, no embalo das quadrilhas logo vem à cabeça: ‘olha a cobraaaa’ ou ‘é mentiraaa’. O post de hoje é um GUIA COMPLETO DAS DANÇAS JUNINHAS e tudo o que você precisa saber. Confira já!

QUAIS SÃO AS DANÇAS TÍPICAS DAS FESTAS JUNINAS? [DANÇAS JUNINAS REGIONAIS]

Em cada região do Brasil temos as danças típicas nas festas juninas, conheça quais são elas:

SUDESTE

danca junina sudeste

Na região Sudeste as Festas Juninas acontecem através das denominadas quermesses realizadas por igrejas, escolas e mesmo empresas. Além das brincadeiras e comidas típicas temos a apresentação de dança de quadrilhas que ocorrem durante  toda o decorrer da festa.

NORDESTE

https://cursodebaba.com/images/dancas-juninas-nordeste

As Festa Junina ou festas caipiras estão presentes no Brasil todo, mas ocorrem com maior expressão na região Nordeste. A maior festa caipira ocorre em Campina Grande, no Estado da Paraíba. Os nordestinos realizam todos os anos os concursos de quadrilhas em praticamente todas as cidades. Faz parte da tradição nordestina as seguintes danças: xote, forró, xaxado e baião.

CENTRO OESTE

https://cursodebaba.com/images/festa-junina-nordeste

No Centro Oeste as Festas Juninas adotam algumas misturas das tradições dos países da fronteira como é o caso do Paraguai. As danças típicas do centro-oeste são: quadrilhas, o cururu, Polca Paraguaia (dança típica de países vizinhos, como a Argentina e o Paraguai). Além disso a música sertaneja é muito presente em todo o Centro-oeste e por isso é comum esse ritmo durante toda a festa.

SUL

https://cursodebaba.com/images/dancas-juninas-centro-oeste.jpg

As Festas Juninas do Sul do Brasil são consideradas as mais diferentes do país em função dos trajes (para as mulheres, vestido de prenda rodado e, para os homens, a bombacha e o lenço no pescoço) e das danças típicas dessa região. As danças ocorrem através do ritmo do vaneirão, o chamamé, xote gaúcho, a dança das fitas (contribuição dos europeus) e o fandango (fizemos um tópico abaixo descritivo sobre o fandango).

NORTE

https://cursodebaba.com/images/dancas-juninas-norte

Na região norte a festa junina tradicional é representada com bandeirinhas, balões e quadrilhas e dividem o espaço com a famosa festa do Boi-Bumbá. Além das famosas apresentações de quadrilhas temos a dança típica do Norte ‘Carimbó’ e ocorre as encenações das lendas amazônicas.

 

DANÇA FESTA JUNINA [COREOGRAFIA ou PASSO A PASSO DA QUADRILHA]

Todos os casais participantes da quadrilha a postos, começa a música:

1.     As meninas devem balançar os vestidos enquanto os meninos batem o pé no lugar (os casais devem estar frente a frente, sem sair do lugar).

2.     Ao grito do puxador da quadrilha “CAVALHEIROS CUMPRIMENTAR DAMAS”: Os cavalheiros caminham até as damas e cada um cumprimenta a sua parceira como se estivesse quase se ajoelhando em frente a ela. As damas balançam seus vestidos e cumprimentam os cavalheiros.

3.     ‘VAMOS LÁ’, os casais, de braços dados caminham na roda.

4.     ‘AGORA VOLTA’, os casais de braços dados fazem meia volta e retornam para o lugar inicial sempre em ordem e embalado pelo ritmo da música.

5.     ‘DEEM UMA VOLTA PARA A DIREITA: Com a mão direita, o cavalheiro abraça a cintura da dama e o braço esquerdo no seu próprio ombro e dão um giro completo para a direita.

6.     ‘PASSEIO’: os casais dão as mães uns aos outros formando um grande círculo (cada cavalheiro deve dar a mão direita à sua parceira). Formado o círculo os casais de mãos dadas vão batendo o pé e andam em direção ao centro. Depois retornam ao ritmo da música.

7.     ‘TROCAR DE DAMA’: os cavalheiros à frente, ao lado da dama seguinte, fazem uma volta de dança e o comando é repetido até que cada cavalheiro tenha passado por todas as damas e retornado para a sua parceira.

8.     ‘TROCAR DE CAVALHEIRO’: os mesmos passos do item anterior, mas realizado pelas damas dessa vez.

9.     ‘OLHA A PONTE: o casal da frente (os noivos) formam um arco, o casal de trás passa por baixo e também faz o arco e assim sucessivamente até que todos tenham passado pela ponte, inclusive os noivos ao final.

10.  ‘CAMINHO DA ROÇA’: damas e cavalheiros formam uma fila (dama na frente), seguem todos caminhando na roda e dançando no sentido da direita.

11.  ‘OLHA A COBRA’: todos pulam e se viram andando agora pelo sentido da esquerda.

12.  ‘É MENTIRA’: se viram de novo e começam a caminhar para a direita.

13.  ‘CARACOL’: o primeiro da fila (noiva) começa a enrolar a fileira como um caracol.

14.  ‘A GRANDE RODA’: o último do caracol deve ir puxando a fila até todos estarem em linha reta e em seguida formarem a grande roda.

15.  ‘A DUAS RODAS’: As damas levantam os braços, , abaixando em seguida, dão as mãos sem enlaçar os cavalheiros, mantendo a roda. A roda dos cavalheiros é mantida.

16.  ‘DESPEDIDA’: os pares voltam a se formar e em fila saem acenando para o público.


QUADRILHA DA FESTA JUNINA |TRADIÇÃO FRANCESA|

https://cursodebaba.com/images/dancas-juninas-francesa-quadrille

A quadrilha é a hora mais esperada e apreciada da festa junina, mas como será que se originou essa linda tradição?  

A denominada “quadrille”, em francês, surgiu em Paris em meados do século XVIII, uma dança de salão composta por quatro casais e em pouco tempo se expandiu por vários países da Europa, como Portugal e Espanha. Apenas a elite europeia participava dessa dança e chegou ao Brasil no século XIX através dos portugueses. Durante o período da Regência o rei de Portugal João VI trouxe a família real para o Brasil e também toda a corte portuguesa. E assim trouxeram também a dança francesa para o Brasil e agradou bastante ao povo brasileiro. Como o brasileiro não possuía tantos recursos acabou por fazer várias adaptações aos bailes europeus com forró, polca e danças de origem africana e indígena chegando ao que conhecemos como ‘quadrilha’.

 

FANDANGO |DANÇAS JUNINAS|

https://cursodebaba.com/images/quadrilha-franca-fandango.jpg

Na Região Sul, principalmente Santa Catarina e Paraná, a dança comum nessa época do ano é o fandango, herança dos países ibéricos. O Fandango está presente nas festas religiosas, como as festas juninas, em casamentos, e as colheitas.

Basicamente a coreografia da dança do Fandango contempla sapateado dos homens, valsas de casais fixos e valsas intercalada por movimentos de rodopio e sapateado.

Assim podemos definir o Fandango como um estilo espanhol de dança e música com diversos elementos que lembram a dança Flamenga espanhola e que hoje fazem parte do folclore brasileiro.

Veja também: 

FESTAS JUNINAS ORIGEM |SUA IMPORTÂNCIA|

Compartilhar
Mais Notícias