10+ MELHORES BRINCADEIRAS INDÍGENAS [JOGOS E BRINCADEIRAS INDÍGENAS 2019]

PUBLICADO EM 20/02/2019

As brincadeiras e jogos indígenas promovem muitos benefícios para o desenvolvimento das crianças e, principalmente, deixam sempre vivas as tradições. As brincadeiras e jogos Indígenas nos ajudam a perceber o potencial de nossos corpos associado a nossa mente e espírito. Nest post você encontrará as melhores brincadeiras e jogos indígenas existentes em nosso país. Confira agora! 

PETECA  [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

brincadeiras indigenas

Nesta brincadeira indígena os participantes ficam em círculo para jogar em grupo ou um de frente para o outro no caso de apenas dois jogadores. A peteca deve ser lançada de uma criança para a outra batendo no fundo dela com a palma da mão. Não pode deixar a peteca cair senão é eliminado da brincadeira.

CABO DE GUERRA [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

https://cursodebaba.com/images/brincadeiras-indigenas-peteca.jpg

O ‘Cabo de Guerra’ é uma competição indígena, é muito simples, com apenas uma corda reforçada e um punhado de crianças a brincadeira está pronta para começar. As crianças devem ser divididas em 2 grupos com o mesmo número de integrantes, um grupo vai puxar a corda para um lado e o outro grupo vai puxar para o lado oposto. Vence o grupo que puxar mais forte! 

CORRIDA DO SACI [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

https://cursodebaba.com/images/brincadeiras-indigenas-peteca.jpg

Trace uma linha na terra ou quadra para definir o local de largada e outra para o ponto de chegada. A distância vai depender da idade das crianças, quanto mais velhas maior vai ser a distância e vice versa. As crianças deverão correr em um pé só até a linha de chegada, quem conseguir primeiro vence a brincadeira.

ARRANCA MANDIOCA [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

https://cursodebaba.com/images/brincadeiras-indigenas-peteca.jpg

A brincadeira ‘Arranca Mandioca’ ainda é mantida em muitas aldeias indígenas e é bem divertida. Uma criança abraça primeiro com força um tronco de árvore, em seguida as outras crianças vão uma a uma se abraçando a essa criança. Outra criança deve ser escolhida com a coletora de mandiocas da vez e deverá puxar a última criança da fila e tentar fazê-la se soltar da fila. Pode-se fazer cócegas para ajudar a soltar as crianças. Cada criança que se solta deve ajudar o coletor da vez a ir arrancando as próximas ‘mandiocas’ uma a uma.


ARCO E FLECHA
[BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

https://cursodebaba.com/images/brincadeiras-indigenas-peteca.jpg

A brincadeira indígena tradicional ‘arco e flecha’  poderá ser realizada em um ambiente externo ou em uma quadra esportiva. O objetivo do jogo é acertar o alvo em cheio ou em um ponto mais próximo possível. Quem conseguir atingir mais perto vence a brincadeira!

ADUGO OU JOGO DA ONÇA [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

É possível comprar este jogo ‘adugo’ ou também confeccionar junto com as crianças. Este jogo é muito conhecido na tribo Bororo na região do Pantanal, Mato Grosso. Neste jogo a onça deve tentar capturar pelo menos cinco cães para bloquear o jogo, sendo que o empate é uma vitória para a onça. A onça-pintada move-se primeiro e alterna as voltas daí em diante, tenta capturar os cães pelo salto curto.


TOLOI KUNHÜGÜ OU GAVIÃO E PASSARINHOS [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

https://cursodebaba.com/images/brincadeiras-indigenas-heine.jpg

Outra brincadeira tradicional indígena é o ‘toloi kunnhugu’, também conhecida como ‘gavião e passarinhos’ e suas origens também são dos índios do Mato Grosso.  Pode ser realizada tanto ao ar livre quanto em quadras esportivas ou salas de aulas grandes. Deve-se desenhar uma árvore bem grande com vários galhos de acordo com o número de crianças presentes, onde uma será o gavião da vez e as outrass os passarinhos que precisam defender seus ninhos. A brincadeira se inicia assim: escolhe-se um ponto X onde todos os passarinhos devem ficar e bater os pés para chamar o gavião. O gavião vão se aproximando aos poucos dos passarinhos e de repente sai correndo para tentar pegá-los. Para escapar do gavião  os passarinhos devem correr até seus ninhos, neste local o gavião não pode pegá-los. Se o gavião pegar algum passarinho, levará para o seu ninho, não podendo mais sair de lá. O vencedor é o último passarinho restante se tornará o próximo gavião da partida.

HEINÉ KUPUTISÜ [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

https://cursodebaba.com/images/brincadeiras-indigenas-corrida-saci.jpg

A brincadeira indígena ‘Heiné Kuputisu’ é muito tradicional, as crianças devem apostar uma corrida em um pé só. É semelhante a brincadeira do saci que vimos anteriormente. Lembrando que não vale trocar de perna e quem conseguir percorrer a maior distância é o grande vencedor.

BRIGA DE GALO [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

https://cursodebaba.com/images/brincadeiras-indigenas-peteca.jpg

Mais uma brincadeira indígena típica é a ‘briga de galo’, onde as crianças (2 por vez) da vez devem ficar em uma perna só, paradas e com os braços cruzados. As crianças precisam fazer a outra colocar o outro pé no chão através do empurra empurra dos ombros apenas. Quem perder o equilíbrio e colocar o outro pé no chão perde a brincadeira.

FUBECA OU BOLINHA DE GUDE [BRINCADEIRAS INDÍGENAS]

Esta brincadeira indígena é muito comum até hoje nas aldeias existentes em nosso país. Em um chão de terra, as crianças precisam cavar 4 buraquinhos formando um quadrado de tamanho médio e mais um buraquinho dentro deste quadrado. O objetivo do jogo é que cada participante com sua bolinha de gude passe tente acertar todos os buraquinhos, um a um até o quinto buraquinho (meio do quadrado). Encaixa-se a bolinha de gude dentro de uma das mãos e tenta-se dispará-la com o polegar. Quando a criança erra o buraquinho passa a vez para o próximo, e quantas vezes acertar vai jogando até acertar o último buraco e vence a partida.

Gostou? Veja também: RELEMBRE AS 10 BRINCADEIRAS DE ANTIGAMENTE E SUAS REGRAS

Veja mais em:

https://revistacrescer.globo.com/A-mortalidade-das-criancas-indigenas/noticia/2016/01/vida-na-aldeia-rotina-dos-indigenas-pelo-olhar-da-cidade-grande.html

 

Compartilhar
Mais Notícias